?

Log in

Previous Entry | Next Entry

Justiça: Cuidado com o que fala.

Todo mundo adora um bom fofoqueiro, também conhecido por língua de trapo, em programas de TV e filmes.

São personagens divertidos, sem papa na língua e que falam tudo que dá na cabeça em prol da verdade... Deles.

Só que na vida real, as coisas são bem diferentes. Pessoas que não costumam medir as palavras, dizem que falam só a verdade doa a quem doer, ou dão suas opiniões "sinceras" para o bem da humanidade, além de muitas vezes aborrecer as pessoas a sua volta, com esse excesso de sinceridade. Acabam magoando, sem perceber, familiares e amigos.

E se isso já não fosse o bastante, essas pessoas estão cometendo se não três crimes ao mesmo tempo, pelo menos um deles com grande freqüência. Crimes que mesmo não sendo considerados dos mais graves, são crimes que evitados, ajudam a humanidade a ser um pouco mais civilizada.

São eles os já famosos calúnia e difamação, além do não tão famosos assim, injúria.

Conhecidos como crimes contra a honra de um cidadão, as pessoas costumam vê-los como sinônimo, o que não são. E também acham que ao dizer algo que consideram verdadeiro, estaõ livres do crime. Só que não é bem assim.

Calúnia (art. 138) é acusar alguém publicamente de um crime mais grave, como por exemplo um furto. O único entre os três que se você tiver provas, deixará de ser punido. No entanto, se acusar alguém sem provas concretas, além de uma bela multa, poderá passar de 6 meses à 2 anos em cana.

Difamação (art. 139) é um ato desonroso e o crime mais cometido pelos fofoqueiros e pessoas muito "sinceras" de plantão. Porque mesmo que diga uma verdade incontestável, como por exemplo, que uma pessoa é infiel, ou tem um parceiro que seja, ou mesmo quanto ao fato de uma pessoa não ter a mesma opção sexual que a sua, você pode ser processado. Independente se você tem provas ou não, basta a pessoa se sentir ofendida ou humilhada, diante dos comentários maldosos que foram ditos por você. Mesmo que não tenha sido sua intenção inicial. O difamador, além de uma multa, pode ficar de 3 meses a 1 ano na prisão.

Injúria (art. 140) é quando se fala uma calúnia ou difamação diretamente a uma pessoa, na presença ou não de terceiros. Basta a pessoa considerar o que foi dito dela, algo prejudicial de alguma forma, que o processo é legítimo. O infrator pagará uma multa ou, dependendo do caso, poderá pegar de 1 à 6 meses de detenção.

Às vezes pode não parecer nada, quando dizemos certas verdades, mesmo que sejam para o bem de alguém. No entanto, a humanidade precisa aprender que nem sempre o que é bom para um, é necessariamente bom para o outro. Porque muitas vezes palavras "inocentes", podem machucar mais que um soco. Respeitar as diferenças e, principalmente, os sentimentos alheios, um dia poderá fazer do nosso mundo um lugar bem melhor de se viver.

Então se não tem algo bom a dizer, às vezes o melhor é ficar calado.

K.R.





Show media
Loading...



Latest Month

November 2012
S M T W T F S
    123
45678910
11121314151617
18192021222324
252627282930 
Powered by LiveJournal.com
Designed by Katy Towell